Arquivo | Amizade RSS feed for this section

Miro Borges e o Blogprog

22 ago

O 1° Encontro Nacional de Blogueiros Progressistas ultrapassou todas as expectativas. A expectativa dos organizadores, que não esperavam um número tão grande de participantes e a expectativa dos participantes, que se surpreenderam com a organização que teve à frente três entidades: Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé, a Altercom e o Movimento dos Sem Mídia.

É bom lembrar que as duas primeiras ainda são entidades recém nascidas. Bebezinhos que já nasceram cheios de gás. Já pensou o que estes moleques vão aprontar quando crescer?

Particularmente, como participante deste histórico acontecimento da blogosfera, quero parabenizar o Luis Nassif (Luis Nassif On line), o Paulo Henrique Amorim (Conversa Afiada), o Luiz Carlos Azenha (Vi o Mundo), o Rodrigo Viana (Escrevinhador), a Conceição Oliveira (Maria Frô), a Conceição Lemes, o Eduardo Guimarães (Blog da Cidadania), o Renato Rovai (Revista Forum) e, muito especialmente o Miro Borges (Blog do Miro).

E a referência ao Miro não é por qualquer motivo, não. As pessoas que me conhecem há pelo menos uns 18 anos, sabem que sou fã deste cara há pelo menos esse período de tempo. Na verdade, já conhecia o trabalho dele, mas foi entre 1992 e 1993 que o conheci pessoalmente e passamos a ter convívio militante e de amizade. E, rasgar a seda para o Miro não me causa qualquer constrangimento. Ao contrário, tenho imenso orgulho de ser amiga e companheira em muitas atividades.

Por coincidência ou destino, viemos militando nas mesmas frentes, desde que o conheci. Militei na frente de formação sindical e atuamos no Centro de Estudos Sindicais nos anos 90. Também militei com ele na frente de comunicação, tanto internamente no mesmo Partido, quanto no movimento de luta pela democratização da comunicação.

Agora, como blogueira, twiteira e ativista da internet e suas redes sociais, voltamos a nos encontrar, através deste movimento de blogueiros progressistas. Acho que sou uma mulher de muita sorte, pois participar de organizações que tem o Miro como dirigente, representa a certeza de que teremos um pulso firme na defesa dos nossos pleitos e ao mesmo tempo um exemplo de amplitude, democracia e capacidade de dialogo como poucos.

Não é por acaso que Miro circula entre os principais defensores das bandeiras democratizantes e do direito à comunicação, sendo reverenciado por tanta gente. Além disso, deixo um depoimento acerca da pessoa Miro Borges: trata-se de um ser absolutamente carinhoso com todas as pessoas com quem convive. É um grande amigo do qual me orgulho e me esforço para jamais perder o vínculo.

Uma vez eu já disse isso e não me custa repetir: Miro é para mim um exemplo de dirigente político, companheiro de lutas e amigo. Todas as três coisas no sentido mais profundo que as palavras possam carregar.

Obrigada, Miro!

Visite também o Blog do Miro.

(foto1 – Organizadores do evento; foto 2 – Márcia, Miro e eu; foto 3 – Miro)

Anúncios

Coisas inatingíveis?

31 jul

“Se as coisas são inatingíveis Ora… não é motivo para não querê-las Que tristes os caminhos Se não fora a presença distante das estrelas.”

Nasci em Alegrete, em 30 de julho de 1906. Creio que foi a principal coisa que me aconteceu. E agora pedem-me que fale sobre mim mesmo. Bem! Eu sempre achei que toda confissão não transfigurada pela arte é indecente. Minha vida está nos meus poemas, meus poemas são eu mesmo, nunca escrevi uma vírgula que não fosse uma confissão. Ah! mas o que querem são detalhes, cruezas, fofocas… Aí vai! Estou com 78 anos, mas sem idade. Idades só há duas: ou se está vivo ou morto. Neste último caso é idade demais, pois foi-nos prometida a Eternidade.

Nasci no rigor do inverno, temperatura: 1grau; e ainda por cima prematuramente, o que me deixava meio complexado, pois achava que não estava pronto. Até que um dia descobri que alguém tão completo como Winston Churchill nascera prematuro – o mesmo tendo acontecido a sir Isaac Newton! Excusez du peu… Prefiro citar a opinião dos outros sobre mim. Dizem que sou modesto. Pelo contrário, sou tão orgulhoso que acho que nunca escrevi algo à minha altura. Porque poesia é insatisfação, um anseio de auto-superação. Um poeta satisfeito não satisfaz. Dizem que sou tímido. Nada disso! sou é caladão, introspectivo. Não sei porque sujeitam os introvertidos a tratamentos. Só por não poderem ser chatos como os outros?

Exatamente por execrar a chatice, a longuidão, é que eu adoro a síntese. Outro elemento da poesia é a busca da forma (não da fôrma), a dosagem das palavras. Talvez concorra para esse meu cuidado o fato de ter sido prático de farmácia durante cinco anos. Note-se que é o mesmo caso de Carlos Drummond de Andrade, de Alberto de Oliveira, de Erico Verissimo – que bem sabem (ou souberam) o que é a luta amorosa com as palavras.

(Texto escrito pelo poeta para a revista IstoÉ de 14/11/1984 – Fotos de Liane Neves)

Dupla homenagem: aos 104 anos de nascimento de Mário Quintana e aos 50 anos da minha comadre, amiga e nossa candidata ao Senado Abgail Pereira, para quem dedico a doçura de Quintana.

Linda festa

26 jul

Na noite do sábado, participei de uma linda festa, com a presença de cerca de mil militantes, apoiadores e amigos do PCdoB, em Caxias do Sul. Já fazia muito tempo que não participava destas festas do PCdoB de Caxias, que nem lembrava do quanto elas são animadas e divertidas.

Além disso, o reencontro com muitos amigos, a convivência com pessoas queridas, gente que é de luta, é de briga e é, acima de tudo, gente com a marca da alegria do povo brasileiro.

Foi um evento que marcou a arrancada do Partido para a grande disputa de 2010, por isso, o destaque da festa foram os candidatos Assis Melo – deputado federal e Guiomar Vidor – deputado estadual. Entretanto, também contou com a presença do Senador Paulo Paim, que concorre a reeleição, ao lado da minha grande amiga e comadre Abgail Pereira, cuja festa também serviu para comemorar seu aniversário. Abgail Pereira – a Biga, estará completando 50 anos de vida, no próximo dia 30, tendo iniciado sua militância aos 16.

Tenho muito orgulho das minhas origens nesta terra de gente honesta, trabalhadora e de princípios sólidos.

Leia mais…

Recarregar baterias

11 jul

Viva il peccato di gola!

23 jun

Eu nasci numa cidade de colonização italiana mas de italiana só tenho algumas receitas na mente, o paladar e a gula. A convivência com esta cultura me ensinou a saborear delícias que só os italianos sabem fazer.

Tortéi, agnoline, carne lessa, crem, fortaia, scodeguin, polenta, radite, entre outras apetitosas receitas da culinária italiana.

Convivendo comigo, meu amor também aprendeu a conhecer e gostar destas apetitivas pedidas. Pensando nestas maravilhas e por pedido dele, hoje preparei para nós uma fortaia com formaggio e linguiça! Viva o pecado da gula!

Paz! Guerra não mais.

22 jun

Nesta volta ao mundo de convergências entre amor, ódio, luxo e miséria, multiplicidade de raças, credos e ideologias, tendo como ferramenta de unidade a canção.

Outras Manhãs

21 jun

Eu vou contar um segredo para meus leitores: tenho uma amiga que é claridade pura, iluminada como a luz do sol e brilhante como uma lua cheia em noite do interior. Aliás, ela tem LUA até no nome.

Como se não bastasse, é uma talentosíssima escritora e, à partir de agora, o mundo começa a conhecer este inclinação extraordinária para o uso das palavras.

No próximo dia 25 a partir das 19 horas, na Bamboletras, vai acontecer o lançamento e a sessão de autógrafos do livro de contos “Outras manhãs” desta minha linda amiga Mara Lua da Rosa – Marinha, como prefiro chamar.

Ela já tem mais de 10 trabalhos publicados, 3 prêmios literários nacionais e 1 internacional. Entretanto, “Outras manhãs” é seu primeiro livro “solo”, que traz 5 narrativas onde as personagens centrais são mulheres.

O livro foi prefaciado pelo escritor Luiz Antonio de Assis Brasil, que diz: “este livro tem a verdade do que é espontâneo aliada ao sólido desejo de narrar bem. E o consegue… O amor e suas circunstâncias é uma das preocupações da autora. Mas será sempre um amor complexo, de limites móveis, impossível de ser cerceado. No meio de tantas depressões de nossa cultura, devemos saudar Outras manhãs“.

Chique, né? Ela merece!

E merece tua presença, também no lançamento e sessão de autógrafos:

Data: 25 de junho de 2010
Horário: 19 horas
Local: Bamboletras – Gal. Lima e Silva, 776, loja 3 – Porto Alegre/RS
Valor: R$ 22,00